Carregando...
27º em São Paulo
Benefícios da Aromaterapia para Gestantes e Bebês

Benefícios da Aromaterapia para Gestantes e Bebês

Se você é gestante e busca por uma prática segura e simples para aprimorar cada etapa da gestação, parto e pós-parto, a resposta é: aromaterapia.

Por meio dessa prática terapêutica alternativa, é possível melhorar a qualidade da gestação e o desenvolvimento do seu bebê.

Neste artigo vamos explicar melhor os benefícios da aromaterapia para gestantes e bebês, além de expor os melhores aromas para cada fase. Confira!

O que é aromaterapia?
A aromaterapia é uma prática terapêutica que tem como objetivo aprimorar o bem-estar físico e psicológico utilizando as propriedades dos óleos essenciais puros.

Ao inalar os aromas, eles serão direcionados para as partes do corpo que precisam ser
curadas.

Qual a sua importância para a gravidez e o desenvolvimento do bebê?
A aromaterapia é extremamente importante para a gravidez e o desenvolvimento da criança, afinal, os aromas entram na corrente sanguínea e podem influenciar o sistema imunológico, chegando ao bebê e aprimorando seu desenvolvimento ainda no útero.

Os aromas auxiliam no combate a diversas questões complexas como náuseas, dores de cabeça, estresse, ansiedade, depressão pós parto, qualidade do sono, dentre outros desafios que as mulheres e os bebês podem enfrentar.

Quais os benefícios de cada aroma?
Veja os benefícios que os principais aromas podem proporcionar para gestantes e bebês!

1. Lavanda
Um dos maiores desafios que as gestantes apresentam durante e depois da gravidez é a ansiedade, consequentemente, ocorre a dificuldade para dormir.

Por isso, o óleo essencial de lavanda é um dos mais recomendados para ser utilizado durante a gestação, no pós parto e para o bebê. Afinal ele auxilia a reduzir o estresse, produz sono e tranquilidade, além disso, pode ser utilizado para dores musculares e enxaqueca.

2. Hortelã
Nos primeiros três meses de gravidez é muito comum que as gestantes sintam enjoos, amargor na boca, dores de cabeça e náuseas.

Nesse caso, os óleos essenciais de hortelã são extremamente recomendados, pois eles são refrescantes, reduzem dores de cabeça, revigoram, inibem náuseas durante a
gestação e ainda são ótimos analgésicos musculares.

3. Ylang Ylang
No pós-parto é comum que muitas mulheres sintam dores, desenvolvam depressão ou apresentem um nível elevado de estresse por conta das novidades e incertezas em relação ao trato com o bebê.

Logo, é extremamente indicado o uso do óleo essencial Ylang Ylang, pois ele auxilia justamente nos sintomas expostos acima e reduzem as sensações de mal estar físico e psicológico.

4. Lemongrass
Muitas mulheres sentem receio das dores que podem sentir no trabalho de parto e isso acaba gerando ainda mais estresse e inquietação quando os momentos finais da
gravidez se aproximam.

Para isso, o óleo essencial de Lemongrass é extremamente útil, porque ele auxilia no alívio da dor durante o trabalho de parto e gera um estado de profundo relaxamento.

5. Eucalipto
É extremamente importante para a mulher e para o bebê que sejam geradas sensações de bem-estar e sentimentos positivos sobre o parto. Dessa forma, é possível reduzir qualquer tipo de complicação advinda da ansiedade no momento do parto.

Logo, os óleos essenciais de Eucalipto são muito úteis para esse momento, pois eles geram essas sensações positivas e promovem tranquilidade.

Como vimos, são inúmeros os benefícios da aromaterapia para gestantes e bebês. Por isso, é extremamente recomendável que as mulheres façam uso dessa prática para gerar qualidade e reduzir os desafios em sua gestação, parto e pós-parto.

Se você gostou deste artigo sobre aromaterapia para gestantes e bebês, deixe seu comentário conosco!

Veja mais:

Voltar